15,Dec
Coluna

Besteirol nas redes sociais

- Athaliba, a semana começou com algumas questões altamente inquietantes na política e, enquanto isso, a quantidade de drágeas de besteirol nas redes sociais aumentou. Para divulgar o seu canal de vídeos no Instagram, por meio da plataforma IGTV, a atriz Cláudia Raia fez ensaio fotográfico, no qual apareceu nua, e disse que quer “falar sobre o que der na telha, sem filtro, pois já estou encalacrada sendo essa mulher de 52 anos; por que não posso falar sobre sexo anal, por exemplo, algo que incomoda tanta gente? O homem vai lá e quer te obrigar a dar o c**!”

Claudia Raia
Cláudia Raia (Reprodução/Instagram)

- Ora, Marineth, vejo pessoas como marionetes, às vezes caindo em gargalhadas, com o olhar grudado em aparelho celular no metrô, ônibus ou caminhando nas ruas. Naturalmente, elas assistem a vídeos rotulados de “engraçados”, mas que são pílulas de babaquice. Esses incultos vídeos que inundam as redes sociais servem de venda nos olhos dos incautos para impedi-los de enxergar as mazelas que assolam, afligem, arruínam o país.

- Pois é, Athaliba. Os vídeos postados pela atriz chegam a conseguir, em média, cerca de 300 mil visualizações. Os amiguinhos dela do círculo artístico, etiquetados de “celebridades” e “famosos” por programas fúteis de TV, rasgam seda de amabilidades. Alguns internautas elogiam e outros criticam. Um deles comentou que “ela (Cláudia) tem razão, pois c** é como opinião, todo mundo tem e dá quem quiser”. Outro perguntou “qual o problema da mulher gostar de dar o c**, se é dela e pode dar prá quem quiser?” E outro comentário questionou “prá quem já viveu com um deputado federal pornô, atualmente, imaginem qual orifício da titia que não sentiu o sabor da mandioca?”.

- Marineth, a maioria dos comentários dos internautas no pé de reportagem é satírica, tipo “trolha na xavasca”. Veja os comentários nos pés das matérias jornalísticas sobre o Jair Messias, o presidente da República, o mito de pés de barro. E a rede dele é turbinada por seus seguidores que endossam o racismo, a homofobia, a tortura e morte na ditadura militar, etc. e tal. A foto que postou do atirador de elite da PM que matou o homem que sequestrou um ônibus, no Rio de Janeiro, gerou 532 mil reações. A análise é do DAPP-FGV. Mas, voltando ao caso da atriz, quem é o parlamentar pornô que um dos internautas se refere?

- Sabe não, Athaliba? É o Alexandre Frota, que diz ter ido do “luxo ao lixo”. Foi casado com a Cláudia Raia (15/11/1986, na Igreja da Candelária). Transou com a travesti Bianca e a Cadilac, aquela dançarina do Chacrinha, em filmes pornôs. Ano passado se elegeu deputado federal pelo PSL, o então partido do mito pés de barro, com quem se desentendeu, e tá abrigado, atualmente, no PSDB, do ex-presidente FHC. O Messias, o presidente da República, vai criar uma nova sigla partidária: Aliança Pelo Brasil.

- Marineth, a atriz não foi casada com o ator Edson Celulari? 

- Cê é fofoqueiro, heim, Athaliba! A Raia namorou o humorista Jô Soares, antes de casar com o Alexandre Frota. Depois ela namorou o ator Raul Gazolla e, em seguida, o Fausto Silva. O casamento com o Edson Celulari durou 17 anos, tendo dois filhos: Enzo e Sophia. Desde 2012, a atriz vive com o ator Jarbas Homem de Mello. Com ele fez votos de união em ritual budista e oficializou a relação conjugal em dezembro do ano passado.

- Marineth, as redes são importantes e podem contribuir, efetivamente, como ferramentas imprescindíveis na luta para a organização da sociedade, atuando para extirpar as diferenças e as injustiças tão absurdas no país. Aliás, não só no Brasil, como em toda a América do Sul e em muitas partes do mundo.

- Cê tem razão, Athaliba. Mas, o Brasil precisa avançar à velocidade da luz para resolver o problema da educação. A PNDA - Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua - em 2018 revelou que a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade é de 6.8%, ou seja, 11 milhões e 300 mil analfabetos. A taxa de analfabetismo para os homens de 15 anos ou mais de idade foi 7% e para as mulheres, 6,6%. Para as pessoas pretas ou pardas (9,1%), a taxa de analfabetismo foi mais que o dobro da observada entre as pessoas brancas (3,9%). Sobreviver aqui é uma grande aventura. A metade mais pobre da população, quase 104 milhões de brasileiros, vive com apenas R$ 413 mensais, considerando todas as formas de renda.

- Ah, Marineth! Bota fé. O Brasil cumprirá seu ideal, ainda vai torna-se uma China tropical. E, a respeito do analfabetismo, vale lembrar Bertolt Brecht, autor de “O analfabeto político”:

“O pior  analfabeto
É o analfabeto político.
Ele não ouve, não fala,
Nem participa dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe que o custo da vida,
O preço do feijão, do peixe, da farinha,
Do aluguel, do sapato e do remédio
Dependem das decisões políticas.
O analfabeto político
É tão burro que se orgulha
E estufa o peito dizendo
Que odeia a política.
Não sabe o imbecil que,
Da sua ignorância política,
Nasce a prostituta, o menor abandonado
E o pior de todos os bandidos:
O político vigarista,
Pilantra, corrupto e lacaio
Das empresas nacionais e multinacionais”

Lenin Novaes

49 Posts

Crônicas do Athaliba

LENIN NOVAES jornalista e produtor cultural. É co-autor do livro Cantando para não enlouquecer, biografia da cantora Elza Soares, com José Louzeiro. Criou e promoveu o Concurso Nacional de Poesia para jornalistas, em homenagem ao poeta Carlos Drummond de Andrade. É um dos coordenadores do Festival de Choro do Rio, realizado pelo Museu da Imagem e do Som - MIS

Comentários